Friday, December 09, 2005

"A minha nova janela de Inverno" - Ericeira

3 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Lá fora onde árvores são
(Fernando Pessoa)

Lá fora onde árvores são
O que se mexe a parar
Não vejo nada senão,
Depois das árvores, o mar.

É azul intensamente,
Salpicado de luzir,
E tem na onda indolente
Um suspirar de dormir.

Mas nem durmo eu nem o mar,
Ambos nós, no dia brando,
E ele sossega a avançar
E eu não penso e estou pensando.

Bjs
http://violetwitch.weblogger.com.br

December 10, 2005 at 10:46 AM  
Anonymous Princess said...

Para sermos felizes neste mundo repleto de luxo, de coisas supérfluas e excessivas, falta-nos uma coisa :
A SIMPLICIDADE
Aqui está a forma simples e essencial de ver o mundo .
Parabens

December 14, 2005 at 8:10 AM  
Anonymous Anonymous said...

Muito bem enquadrado esta...uma simetria perfeita. Parabéns. Bjs.

December 17, 2005 at 3:53 AM  

Post a Comment

<< Home